sexta-feira, 28 de julho de 2017

CÂNCER: 3 CAUSAS CENTRAIS & CURA!


(Dica geral: substitua a palavra carnes por proteínas)


DR. LAIR RIBEIRO FALA DAS 3 CAUSAS DE CÂNCER EM GERAL
até a metade do vídeo e depois da dieta cetogênica e sua eficácia na cura de câncer, alzheimer, epilepsia, etc.
O vídeo de aprox 15 minutos, citado mais abaixo, é bem completo se considerarmos a complexidade do tema. 

Há meses venho colecionando artigos relacionados ao câncer para fazer um post em meu blog falando sobre o tema, pois me informo a respeito há mais de 20 anos e a informação mais completa que achei “numa tacada” foi este vídeo do Dr. Lair Ribeiro, que já postei no facebook e repassei via WA há uns meses, mas  se ouvido uma vez não vai ser suficiente para entender a profundidade do que ele falou, por isso decidi traduzi-lo em palavras e ajudar com algumas informações complementares. 
Vídeos são ótimos para transmitir assuntos para criar interesse em pessoas que não gostam de ler para daí buscarmos fontes por escrito, para ter preto no branco e poder buscar mais dados e completar, em se tratando um tema complexo, como o é o câncer, que em resumo é simples! Como com tudo.
Mas como bom santo de casa não faz milagre, no meio do artigo sobre o vídeo do Dr. Lair posto um artigo do Dr. Otto H. Warburg, citado pelo Dr. Lair Ribeiro, que realmente descobriu via ciência, o que a medicina chinesa sabe há cinco mil anos e que hoje é sabido por outros doutores; para aguçar seu interesse  e perceber que o assunto é sério, mesmo que as descobertas sejam simples, seguem citações de alguns doutores:

Mencken escreveu:
“A luta da vida é contra a retenção de ácido. O envelhecimento, a falta de paciência, energia e dores de cabeça, doenças cardíacas, alergias, eczema, urticária, asma, arteriosclerose e cálculos não são que o acúmulo de ácidos.”
Dr. Theodore A. Baroody diz em seu livro “Alkalize or Die” 
(Alcalinizar ou morrer):
“Não importa os nomes incontáveis
​​das doenças. O que importa é que todos eles vêm da mesma raiz ... um monte de resíduos ácidos no corpo”.
Dr. Robert O. Young diz:
“O excesso de acidificação no organismo é a causa de todas as doenças degenerativas. Quando o equilíbrio é rompido e o corpo começa a produzir e armazenar os resíduos mais ácidos e tóxicos que ele pode manipular [ou seja: transmutar], então se manifestam várias doenças.”



Antes de iniciar este artigo segue biografia completa de nosso gigante da medicina,  Dr Lair Ribeiro:

Formado em Medicina há mais de 45 anos, cardiologista, mestre em cardiologia pela PUC- RIO, nutrólogo pela ABRAN e Associação Médica Brasileira, o Dr. Lair Ribeiro morou durante 17 anos nos Estados Unidos, período em que trabalhou em três universidades americanas: Harvard Medical School, Baylor College of Medicine e Thomas Jefferson University. Nesse período, também exerceu os cargos de diretor médico da Merck Sharp & Dohme  e diretor executivo, alcançando a vice-presidência da Ciba Corporation, hoje Novartis.

VIDEO DO DR. LAIR RIBEIRO

Dicas chaves repassadas no vídeo

As 3 causas mais comuns que acabam gerando algum tipo de câncer são:

1   - Algum estresse emocional: causado por alguma perda afetiva, mágoa, conflitos, etc. (Claro que nem todos estresses produzem câncer, apenas se a pessoa não soube processar emocionalmente a situação conflitante, de mágoa ou dor, lembrando que executivos que lidam diriamente com altas tensões podem desenvolver câncer devido a não darem atenção ao desgaste emocional intenso).

 -  Desnutrição: imagino que aqui ele se refira a ter uma alimentação deficiente em termos de nutrientes de valor, devido a tendência geral da gente confundir que comer o que gostamos é o mesmo que nutrir o corpo com elementos de valor!

 - Toxinas em geral: sabemos hoje que as toxinas se produzem não só por alimentos desvitalizados, contaminados, cheios de conservantes, mas também por conflitos e estresses!


Comentário oportuno: veja que as 3 causas acima provocam um corpo ácido, que, por sua vez, é o ninho perfeito de todas as doenças! Isso hoje muitos sabem, mas não na década de 80 quando comecei a ler a respeito e  a resumir em papel sulfite, que copiava  e distribuia para parentes e amigos de forma em geral, pois sempre gostei de compartilhar meu saber, que na época foi adquirido via Tomio Kikuchi,  pois a Medicina Chinesa sabe disso há mais de cinco mil anos, ou seja: que somente corpos ácidos produzem doenças e que há alimentos e atitudes de vida que acidificam o corpo, culminando no câncer, sim, pois da atitude depende se um conflito emocional culminará num câncer ou em alguma doença grave como diabetes e outros.

Daí Dr. Lair  cita 2 elementos dos quais o câncer se alimenta:
- da glutamina e da glicose.

Ou seja: retirando-se estes dois elementos da alimentação mata-se o câncer de fome (mas se a causa for algum conflito, ele adverte sabiamente que é preciso eliminar o conflito causador do estresse ou seja qual for a causa do estresse emocional-mental).

Esclarece que a Glutamina contribui para o câncer do tipo linfoma, leucemia e mioma múltiplo e para os demais deve-se evitar sobretudo alimentos ricos em glicose, mas, via de regra, sabe-se desde o famoso livro SUGAR BLUES (editado na década de 70), que o açúcar branco ou carboidratos como farinhas brancas, ainda mais hoje acrescidas de substâncias suspeitas, é o grande vilão da saúde humana! Ele corrói tudo de bom que temos no corpo.

Pesquisei e encontrei os alimentos ricos em Glutamina.

Os principais alimentos ricos em glutamina são:
·         carnes, peixes, ovos (proteínas)
·         iogurte, leite, queijo (lácteos)
·         feijão, favas. Ervilhas (grãos)
·         repolho, beterraba, espinafre, couve, salsa (legumes, verduras)

Os alimentos ricos em glicose todos conhecem, mas vamos lá:

Quais os tipos de açúcar dos alimentos

Alimentos
Origem
Alimentos
Frutose
---
Frutas, cereais, vegetais e mel
Lactose
glicose + galactose
Leite e derivados
Amido
várias moléculas de glicose
arroz, batata, feijão, ervilha, milho, farinha, fécula de batata e de milho
Mel
glicose + frutose
Mel de abelha

Mas cuidado: há alimentos que fornecem glicose boa e negativa, por isso, deixo agora a palavra ao Dr.  Otto Warburg citado pelo Prof. Lair Ribeiro, ganhador de premio Nobel.
Vou copiar na integra um excelente artigo que encontrei via Google, comentando da pesquisa do Dr. Otto, que resume tudo que sabemos hoje mas não sabemos que partiu das pesquisas desse Dr. Otto.  Percebi que o artigo foi traduzido via Google por isso arrumei partes chaves para ficar claro sem interferir no sentido original. Os comentários dentro do artigo foram feitos por quem traduziu o mesmo, salvo os que constarem em [...], estes poucos são meus.

Artigo sobre as pesquisas 

do Dr. Otto H. Warburg sobre Câncer

Foi este homem: Otto Heinrich Warburg (1883-1970). Prêmio Nobel 1931 para a sua tese “A causa primária e prevenção do câncer”. De acordo com este cientista, o câncer é o resultado de uma alimentação e estilo de vida antifisiológicos ... Por quê? ... Porque uma vida antifisiológica ( regada de alimentos acidificantes e sedentarismo), cria um ambiente de acidez em nosso corpo. A acidez, por sua vez expulsa o oxigênio das células ... 
Ele disse:
“A falta de oxigênio e acidose são dois lados da mesma moeda: quando você tem um, você tem o outro. As substâncias ácidas rejeitam o oxigênio, enquanto substâncias alcalinas atraem o oxigênio.”
Assim, em um ambiente ácido, ou sem oxigênio ... as células sofrem consequências graves :

“Privar a célula de 35% de seu oxigênio por 48 horas pode torna-la cancerosa.”
[Vejam que citação poderosa – seria interessante pesquisar o que mais causa a supressão de oxigênio, fora alimentos ácidos – talvez ar poluído, água engarrafada ou de má qualidade e ...???].
De acordo com Warburg:
“Todas as células normais têm uma exigência absoluta para o oxigênio, mas as células cancerosas podem viver sem oxigênio – uma regra sem exceção”
... E também:
“Os tecidos cancerosos são ácidos , enquanto que os tecidos saudáveis ​​são alcalinos.
Em seu “O metabolismo de tumores”  Warburg demonstrou que todas as formas de câncer são caracterizadas por duas condições básicas:
- acidose
- hipoxia (falta de oxigênio)

Ele também descobriu que as células cancerosas são anaeróbias (não respiram oxigênio) , por tanto, não conseguem sobreviver na presença de altos níveis de oxigênio. 
Portanto, o câncer nada mais seria do que um mecanismo de defesa que certas células do corpo têm para se manterem vivas em um ambiente desprovido de oxigênio e ácido
[o grifo em itálico da frase é meu – veja que simples esta definição].

Em resumo:
-
 Células saudáveis ​​vivem em um ambiente alcalino, com disponibilidade boa de oxigênio, que permite o seu bom funcionamento;
- Células de câncer sobrevivem em um ambiente desprovido de oxigênio e extremamente ácido.

Como o processo digestivo alcaliniza ou acidifica os alimentos ingeridos

Uma vez no processo de digestão, os alimentos de acordo com a qualidade de proteínas, carboidratos, gorduras, minerais e vitaminas que fornecem, criam uma condição de acidez ou alcalinidade do corpo. 
Acidificantes ou alcalinizantes:

O resultado é medido por uma escala chamada pH , cujos valores estão na faixa de 0 a 14, sendo pH 7 = pH neutro. 
É importante saber como a saúde é afetada pelos alimentos ácidos e alcalinos, pois isso afeta o funcionamento das células. Em uma pessoa saudável, o pH do sangue é entre 7,40 e 7,45. Observe que, se o pH do sangue, ao cair abaixo de 7, a pessoa pode entrar em coma . 

Analisando a potência média - Os alimentos que acidificam o corpo:


- Açúcar refinado e todos os produtos que levam ele(o pior de tudo: esse só estressa o pâncreas) – esses devem ser evitados!
- Carne (todos, principalmente a vermelha)
- Leite de vaca e todos os seus derivados
- Sal refinado (o ideal é que não sejam refinados)
- Farinha refinada e todos os seus derivados (massas, biscoitos, etc.)
- Produtos de padaria (principalmente gordura saturada, margarina, açúcar, sal e conservantes)
- Margarina
- Cafeína
- Álcool
- Rapé
- Medicamentos
-  Qualquer alimento cozido (cozinhar remove o oxigênio e convertido em ácido), incluindo legumes cozidos.
- Todos os que contêm conservantes, corantes, aromatizantes, estabilizantes, etc.
- Todos os alimentos embalados. 

O sangue está constantemente sendo no autorregulado, garantindo assim o bom funcionamento das células, otimizando o metabolismo. A auto regulagem é obtida, principalmente, a partir de alimentos básicos (minerais) para neutralizar a acidez do sangue mas todos os alimentos já mencionadas, desmineralizam o corpo (especialmente os refinados).
Tenha em mente que o estilo de vida moderno, esses alimentos são consumidos cinco vezes por dia, 365 dias por ano! 
Curiosamente todos estes alimentos nomeados são antifisiológicos !!... Nosso corpo não é projetado para digerir toda essa porcaria! 

Os alimentos alcalinizantes, ou seja, que fazem bem:


- Todos os vegetais crus (alguns são ácidos, mas na digestão se tornam alcalinizantes)
- Frutas, como vegetais, mas por exemplo o limão tem um pH de cerca de 2,2, mas dentro do organismo é altamente alcalinizante (talvez o mais poderoso de todos). O fruto fornece quantidades saudáveis ​​favorecendo a oxigenação. 

- Sementes: além de todos os seus benefícios, são altamente alcalinizantes tais como amêndoas. 
- Grãos: O único grão alcalinizante é o painço, todos os outros são um pouco acidificantes, mas muito saudáveis! Todos devem ser consumidos cozidos. 
- O mel é altamente alcalinizante 
- A clorofila em plantas (qualquer planta) é altamente alcalinizante (especialmente o aloe vera) 
- A água é importante para o fornecimento de oxigênio. “Desidratação crônica é a ênfase principal do corpo e a raiz da maioria das doenças degenerativas”, diz o Dr. Batmanghelidj Feydoon 
- Exercício ajuda na oxigenação do seu corpo inteiro.

[Nota pessoal:  descobri que um poderoso alcalinizante é a CANELA. Fora o famoso BICARBONATO DE SÓDIO. Não é à toa que em países onde se consome muito açúcar, como na Índia, existe o costume de consumi-lo com canela – descobri isso por acaso e por conta. Portanto, da próxima vez que passarem mal por comerem algo muito gorduroso ou doce ou ácido, experimentem tomar um chá forte de canela, bastando jogar água quente em cima de um pó com boa quantidade de canela, porque sabemos que existem muitos que misturam outros ingredientes para economizar a preciosa canela! E se você gostar muito de tomar cafezinho duas dicas de ouro: retire o açúcar aos  poucos, como fiz, diminuindo a cada semana a quantidade e  substituindo por mascavo e depois por nenhum, e acrescente canela quando parar de usar açúcar, que além de torná-lo menos ácido – pois é!! – ainda ficará menos amargo para o gosto do brasileiro médio que consome mais açúcar que o indiano].


E sobre a quimioterapia? 

Eu não vou entrar em detalhes, mas vou apenas apontar o óbvio:
Quimioterapia acidifica o organismo a tal ponto que ele deve recorrer a reservas alcalinas imediatamente para neutralizar a acidez tal, sacrificando bases minerais (cálcio, magnésio, potássio) depositados nos ossos, dentes, unhas, articulações e cabelos.
É por isso que tal degradação é observada em pessoas que recebem este tratamento, entre muitas outras coisas, que deixam cair os cabelos de alta velocidade.
Para o corpo não significa nada ficar sem cabelo, mas um pH ácido significaria a morte. 
Como dizer que isso não acontece depois de saber que a indústria do câncer e quimioterapia são um dos negócios mais bilionários hoje? O que dizer, a indústria farmacêutica e indústria de alimentos são uma única entidade? 
Você percebe o que isso significa? 
Deixe o alimento seja o teu remédio, teu remédio ser comida. 



Citações chaves de outros médicos sobre o tema

Dr. George W. Crile, de Cleveland, um dos cirurgiões líderes mundiais declara abertamente:
“Todas as mortes chamadas de naturais são apenas o ponto final de um organismo ácido saturado”.
Portanto, é completamente impossível que um câncer cresce em uma pessoa que ingere alimentos nutritivos que produzem reações metabólicas alcalinas e aumenta o consumo de água pura, e,  por sua vez, evita alimentos que causam essa acidez, e cuida dos elementos tóxicos.
Em geral, o câncer não é contagioso ou herdado ... o que é herdado são os hábitos alimentares e ambiente de vida que o produzem. “



Mencken escreveu:
“A luta da vida é contra a retenção de ácido. O envelhecimento, a falta de paciência, energia e dores de cabeça, doenças cardíacas, alergias, eczema, urticária, asma, arteriosclerose e cálculos não são que o acúmulo de ácidos. “
Dr. Theodore A. Baroody diz em seu livro “Alkalize or Die” (Alcalinizar ou morrer):
“Não importa os nomes incontáveis ​​das doenças. O que importa é que todos eles vêm da mesma raiz ... um monte de resíduos ácidos no corpo”.
Dr. Robert O. Young diz:
“O excesso de acidificação no organismo é a causa de todas as doenças degenerativas. Quando o equilíbrio é rompido e o corpo começa a produzir e armazenar os resíduos mais ácidos e tóxicos que ele pode manipular [ou seja: transmutar], então se manifestam várias doenças.”

Seguem as fontes citadas pelo artigo traduzido acima



Leia mais: 


Voltando ao Dr. Lair Ribeiro, veja que cita a DIETA CITOGÊNICA, por isso pesquisei e peguei um de vários artigos que encontrei por ele se considerar o mais completo, mas faça a sua pesquisa:


Dieta Citogênica Vegana 
(Achei mais este link que não li, porque percebi que a sociedade em geral  ainda só associa proteínas com carnes!!).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos de antemão os que se derem ao trabalho de expor um comentário, pedimos apenas que sejam objetivos, seja na exposição, ou na formulação de dúvidas.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.